sexta-feira, 4 de julho de 2014

Construção do sax de pvc - considerações

Este texto foi publicado hoje no fórum Cifraclub. Entendo que ele seja o mais avançado até  agora quanto a construção deste instrumento, então, deixo ele para os possíveis leitores deste ponto fétido:

Olá a todxs!
Primeiramente, é uma pena que eu não tenha achado esse tópico nos anos anteriores, em verdade, me cadastrei aqui no cifraclub só por causa dele...enfim, vamos ao trabalho.

Fazer um sax de pvc não é complicado, só requer um pouco de paciência, além de, claro, ter as ferramentas necessárias, como afinador, serra, faca, lixa, fita durex, durepox, cola quente, pvc de diferentes diâmetros e comprimentos, cone (se possível).

Caso queira criar o sax inteiro, incluso a boquilha, podes fazer de 2 formas, a primeira, cortando um pvc 15mm de forma a ficar uma pequena rampa onde irá a boquilha (tal como no xaphonn, como podem ver nesse link: http://xaphoon.easystorecreator.net/images/Black_Pocket_Sax_on_its_bac k_-_reed_and_cap_7x10_72_dpi.jpg ), ou, caso queiram de forma a se aproximar a uma boquilha mais típica, recomendo esse vídeo: www.youtube.com/watch?v=j8_nlifaOGo
Em geral, eu amarro a boquilha com barbante mesmo, pois ai posso ajustar a abertura a meu gosto. Também é importante que, se você fizer a boquilha, fazer uma pequena raspagem na ponta, de forma a ter um pequeno desnível, 1 ou 2 mm, para a palheta vibrar. Recomendo ir fazendo e testado, até o resultado agradar. Quanto maior o comprimento da boquilha, mais grave, quanto menor, mais agudo, e, para o diâmetro,idem.

Para a criação do corpo do instrumento, entendo ser importante começar pelo tuddel (ou creio ser o tudel), a região onde a boquilha irá. Eu uso uma mangueira com aproximadamente 10mm de diâmetro com 1cm ou menos de comprimento, deixando metade para a boquilha, a outra metade para ser fixada no instrumento. Em geral uso cola quente para fixar, mas, durex branca pode ser também.

Para as próximas partes do instrumento entendo que seja importante entender um pouco sobre o conceito de cone do instrumento. Ele (o cone) que faz o sax ter um padrão de notas par (ou seja,ele oitava quando aciona o registro agudo), se for cilíndrico, terá um padrão ímpar, tal como o clarinete (que joga as notas em quintas ou sétimas). É importante se atentar que o cone não pode ser uma abertura radical, quero dizer, o cone do sax tem de ser suave, progressivo, isso permite ele oitavar, se for muito aberto, não oitavará.

Como faremos com pvc, o cone se dará pela maior quantidade de diâmetros possíveis, de forma crescente. Após o tudel, será um pvc de 15mm de diâmetro, não direi uma medida fixa, porém, recomendo que vá testando o som, tentando fugir do timbre do clarinete e se aproximando do sax. Quando for passar para o próximo cano (20mm), veja a afinação, por exemplo, se der Sib, podemos, um pouco antes, fazer o furo da nota Si ou Dó. Para fazer o furo, recomendo que faça ele pequeno, e vá testando a nota, até ela chegar na afinação desejada. Caso ultrapasse a afinação, recomendo fechar um pouco do furo com cola quente ou durepox.

Quanto aos outros segmentos do instrumento, creio que o escrito acima vale, mas, deve se atentar que, se cada furo for em diâmetro diferente, a afinação na segunda oitava será melhor. Claro que nem sempre é possível (falta de material, por ex)|, mas, se fizer a primeira oitava certa (digamos, 2 notas no mesmo tubo), na oitava aguda poderá sair uma delas desafinada.

Para unir cada tubo, recomendo durex, pois, caso tenha de retirar, fica mais fácil. Quando entender que o instrumento está completo, podes unir com uma cola de pvc ou cola quente. Também recomendo lixar bem onde cortar e furar, para não haver raspas que possam xiar o som.

Como alguns furos serão muito largos (principalmente nas notas grave), bem como a distância entre cada nota se tornar alta nas notas mais graves, chaves são recomendadas. Claro que chaves como as de um sax convencional serão mais difíceis de fazer, mas, nada impede. Como eu opto por simplicidade e materiais de fácil acesso, recomendo esse pequeno projeto, inspirado naquelas flautas medievais com uma ou duas chaves mais: http://silviofeitosa.blogspot.com.br/2014/04/youtube-chave-reciclada-p ara-flauta-de.html
Esse projeto de chave busca ser o mais simples possível, sem as torres como num sax de fabrica, tendo, no lugar, uma área plana de durepox para a chave vedar melhor. Claro que, se a pessoa tiver imaginação, pode criar chaves fechadas (para os meio tons) e chaves que fecham as outras simultaneamente, não vejo limites, talvez só a estética.

Quanto ao fim do instrumento, podemos optar por fazer um sino, ou seja, aumentar um pouco mais o diâmetro para projetar melhor a ultima nota. Um cone ou um pvc com o diâmetro aumentado no fogo pode ser usado.

Por fim, deixo o aviso de que o negócio é ir testando, o primeiro não sai bom, o segundo mais ou menos, o terceiro melhor, o quarto da para fazer um som da hora, e assim vai indo.
Caso tenham dúvidas, podem me escrever.
Caso queiram mais leituras, segue os links abaixo.

http://silviofeitosa.blogspot.com.br/2012/03/algumas-medidas-de-diametros-de.html
http://silviofeitosa.blogspot.com.br/2012/02/pequeno-texto-sobre-criacao-de-meu.html
http://silviofeitosa.blogspot.com.br/2012/01/como-fazer-chaves-de-pvc-para-sua.html
http://silviofeitosa.blogspot.com.br/2012/01/projeto-do-meu-terceiro-prototipo-de.html
http://silviofeitosa.blogspot.com.br/2012/01/link-de-um-plano-de-como-fazer-um.html
http://silviofeitosa.blogspot.com.br/2012/01/possibilidades-musicais-para-vuvuzela.html
http://silviofeitosa.blogspot.com.br/2012/02/como-fazer-saxofone-atraves-de-uma.html 

Vídeos mais didáticos que os meus: Alessandro Galdino:

http://silviofeitosa.blogspot.com.br/2014/01/alessandro-galdino-e-seu-sax-soprano-de.html
http://silviofeitosa.blogspot.com.br/2014/03/alessandro-galdino-ensina-como-fazer.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário